Roberto Alban Galeria

Artistas Artista

Alexandre Mury

O catador na floresta de signos

Roberto Conduru

Uma dinâmica ao mesmo tempo centrípeta e centrífuga constitui as obras de Alexandre Mury. Ele se faz onipresente para figurar outros, para ser muitos outros. Agora, empresta seu corpo a Exu, Ogum, Xangô, Iansã, Oxumaré, Oxum, Oxóssi, Ossanha, Obaluaê, Nanã, Iemanjá e Oxalá.

MURY ATRAVÉS DO ESPELHO

Guilherme Gutman

Estar diante de uma das fotos de Alexandre Mury não é experiência da qual se possa sair indiferente; quer dizer, não é possível atravessá-la sem sentir um impacto ao qual se reage imediatamente - com espanto, estranheza ou encanto - ou que se absorve aos poucos, meditando-a, deixando que toda experiência se desloque até se assentar numa síntese final.