Roberto Alban Galeria

Artistas Artista

Bettina Vaz Guimarães

PINTURAS DA AFETIVIDADE

Ricardo Resende

Ao ser convidado para exercer o papel de “organizador” da mostra final de 2002, resultado dos cursos oferecidos pelo MuBE, vistos nos últimos anos, me deparei com uma difícil, mas extremamente estimulante, missão. A de avaliar, diante dos próprios alunos, os seus trabalhos, e depois escolher os que decidimos exibir, montando uma exposição onde todos pudessem estar presentes indistintamente, com o “melhor” de sua produção. Foi neste momento que tive a oportunidade de travar contato com a obra da artista Bettina Vaz Guimarães.

ENTRE UM BRANCO E UM PRETO INEQUÍVOCOS, VERDES, CINZAS E AZUIS

Moacir dos Anjos

Os desenhos de Bettina Vaz Guimarães parecem pertencer, em uma primeira visada, à tradição da natureza morta, em que as coisas do mundo são representadas em repouso e oferecidas a um escrutínio vagaroso do olhar, que as identifica e compara com o repertório de imagens afins que a memória guarda. Eles trazemembutidos, porém, mecanismos que afrouxam esse pertencimento suposto ou que o tornam menos apaziguado.