Roberto Alban Galeria

Artistas Artista

David Magila

Tudo pelas beiradas

Ricardo Resende

O título "Tudo pelas beiradas" é também a condição quando se escreve um texto para a primeira individual de um artista, privilégio e ao mesmo tempo um grande desafio. Em textos dessa natureza se tateia cuidadosamente, pois cabe ao curador da exposição e mesmo a um crítico de arte, apontar o talento do artista.

No quase platô

Mário Gioia

Para a nova individual no Marp (Museu de Arte de Ribeirão Preto), David Magila ancora sua obra em dois vetores poéticos protagonistas: por um lado, prevalece a melancolia resultante da construção de arquiteturas precárias, de solidez tíbia e que rumam para a impossibilidade; em outro sentido, o traço do desenho migra para outras linguagens, como a pictórica e a tridimensional, mas, por fim, nunca deixa de ser fundamentalmente desenho.