Roberto Alban Galeria

Artistas Artista

Tiago Sant’Ana

Com açúcar e sem afeto

Lilia Moritz Schwarcz

No Brasil, sapatos foram sempre uma maneira de distinguir escravizados e escravizadas de pessoas livres. O impedimento nunca constou de qualquer lei escrita, mas sobreviveu a partir da força inconteste do costume.

Baixa dos sapateiros

Clarissa Diniz

A manufatura de sapatos, atividade que batizou como Baixa dos Sapateiros a região do comércio popular de Salvador, adquiriu protagonismo na capital baiana do final do século XIX por um processo absolutamente perverso e historicamente nevrálgico para a formação social do país: a escravidão e sua cínica abolição.

Alvo negror

Roberto Conduru

Refino e Passar em branco, as performances que Tiago Sant’Ana apresenta por meio de fotos e vídeos em Casa de Purgar, têm um elemento em comum: um homem negro realiza ações repetitivas em meio a ambientes arruinados.