Roberto Alban Galeria

A gangorra rasteira e o caracol de Clarysse

Josiltom Tonm

Exposição06/Dezembro até 07/Janeiro, 2017

A arte de Josilton Tonm tem mostra em Salvador


O artista baiano exibe esculturas em madeira na Roberto Alban Galeria
A simplicidade das formas e o intuitivo processo de produção baseado no reaproveitamento da madeira são marcas fortes do trabalho do artista baiano Josiltom Tonm. São também, a essência da exposição que será aberta por ele na Roberto Alban Galeria no dia 06 de dezembro, a partir das 20 horas. A mostra, que se intitula "A Gangorra Rasteira e o Caracol de Clarysse", reúne cerca de 30 peças do escultor e instiga o público a pensar sobre a beleza a leveza que se escondem atrás de formas e texturas que incorporam o espaço.
O conceito é tudo. E são conceitos diversos e sobrepostos, às vezes ambíguos, que se desprendem de cada peça produzida por Josiltom Tonm, cujo trabalho foi iniciado em meio ao vigor criativo que marcou a produção dos artistas baianos na década de 1970, e que apresenta características próprias, baseadas na inventividade e no perfeccionismo no trato da madeira e de outros materiais que acabam também incorporados a sua obra escultórica.
"Ele é, sobretudo, um criador de conceitos, de experiências visuais e sensoriais dos mais complexos tipos e com uso dos mais inesperados materiais. Visitar a obra deste artista é deparar-se com uma capacidade infindável de criar, recriar e transcender. A vastidão de seu trabalho deve pouco às suas mais de três décadas de criação e muito às peculiaridades qualitativas daquilo que cria e como cria", escreve o artista Eduardo Boaventura.
As obras de Josiltom Tonm, selecionadas para essa exposição, marcam a sua produção de esculturas em madeira ou, como ele prefere dizer, "relevos para parede onde proliferam formas geométricas".  Destaque para os dois conjuntos que intitulam a mostra. "A Gangorra Rasteira", é literalmente uma gangorra que pende do teto, trazendo um conceito de balanço e tridimensionalidade, com sua função lúdica e "com a interação com o público, que poderá contorná-la". O segundo conjunto, denominado "Caracol de Clarysse", agrega sete obras que trazem uma narrativa desenvolvida pelo artista.
Em toda a sua trajetória, Josiltom Tonm procura não limitar a compreensão de sua obra a um determinado conceito ou escola. "Estou sempre experimentando; é essa a essência do meu trabalho", diz o artista, que iniciou a produção em sua cidade natal, Alagoinhas, já trabalhando madeiras de diversas qualidades, tons, texturas e estados de conservação. Nos anos 1980, passou a incorporar outros materiais (como a pedra), mas sem nunca descuidar de um acabamento primoroso, realizando obras de extremo refinamento e beleza.


A obra de Josiltom Tonm emerge num universo que é o seu próprio encantamento com os materiais da natureza. Cortar, furar, polir são os seus "verbos" de trabalho, sempre atendendo às demandas que o acaso lhe disponibiliza. Assim, é que uma velha porta tridimensional abandonada pode dar origem a uma escultura. Treliças de madeira, brinquedos quebrados, caixotes achados na rua têm o mesmo destino. "Outro dia jogaram fora dois elefantes de madeira. Peguei na hora e construí esse trabalho", diz, entre divertido e orgulhoso, apontando para uma escultura em seu ateliê.
Autodidata, Josiltom Tonm já participou de inúmeras exposições coletivas e de três edições da Bienal do Recôncavo, promovida pelo Centro Cultural Dannemann, em São Felix (BA). Na última, em 2012, sua obra recebeu o Prêmio Aquisição, passando a integrar o acervo da instituição. Participou ainda da Exposição Proposta MAM (Salvador/1980); do Encontro de Artistas Plásticos do Nordeste (Salvador/1981); do IX Salão Nacional de Artes Plásticas (Recife/1986). Realizou diversas mostras individuais em Salvador e outras cidades.


Serviço
Mostra: A Gangorra Rasteira e o Caracol de Clarysse/ Josilton Tonm
Abertura: 06/12/2016, às 20 horas
Visitação: 07/12/ 2016 a 07/01/2017 (segunda a sexta, 10h às 19h; sáb, 10h às 13h)
Local: Roberto Alban Galeria
Endereço: Rua Senta Pua, 53 - Ondina Tel. 3243-3982/ 3326-5633


Assessoria de Imprensa
Companhia de Comunicação
Tel: 3247-5851/88921119 (Antonio Moreno)
08.11.2016